JapZilian = Japanese + Brazilian

By | 28 de julho de 2017

A vida doida dos japas … 

Nikkeis são descendentes de japoneses que vivem em um país fora do Japão. No Brasil, os Japas são aqueles sujeitos de olhos puxados, filhos ou netos de japoneses, que estão em todos os lugares. Quase todo mundo tem um amigo japa ou um colega de trabalho oriental. Em Sampa, quase todo bairro tem uma pequena colônia de famílias japonesas. Eu, Japa nissei, posso falar com propriedade muitas das experiências que passamos nas nossas vidas.

Ao longo dos anos, percebi que somos motivos de piadas, mas também somos vistos como pessoas excepcionais. O fato é que passamos por diversos obstáculos na vida pessoal, familiar e profissional. Passamos por muitos desafios, medos e preocupações. Aprendemos muito com isso. Notei também, que somos exemplos de dedicação e determinação. Tenho experiências com muitos momentos difíceis e recordações de coisas boas também!

Falando um pouco da vida …

Na família – Somos 8 ou 80, os extremos. Na maioria dos casos nos somos vistos como pessoas introvertidas. Tímidos e com fala tranquila, muitos de nós parecemos muito calmos, mas escondemos a ansiedade e nervosismo atrás da aparência serena de moleque. Muito da cultura oriental colabora para nosso comportamento. Ás vezes queremos falar um PQP, mas acabamos segurando. Hoje em dia vejo que as coisas mudaram. Existem alguns japas bastante extrovertidos, que falam e se expressam muito bem. Acho que a educação tradicional vem mudando com a cultura brasileira.

Nos círculos de amizades – Quem não tem um amigo japa na turma. Normalmente conhecidos como os CDFs que entram nas melhores universidades. A disciplina e a dedicação são características do japa. Nos grupos, apesar de quieto, sempre faz parte da bagunça. Dificilmente não fazemos parte de um turma.

No trabalho – Somos tímidos, mas conseguimos conquistar nosso espaço no mercado. Existem dois perfis mais comuns, os empreendedores solitários, aqueles que abrem seu próprios negócios, principalmente no comércio, ou herdados dos pais. Eles são mais introvertidos, porém com um grande potencial de sucesso. Por outro lado, estão os empreendedores corporativos, aqueles que se formam e buscam lugar no mercado. Para o japa a maior dificuldade é a comunicação. Pelo nosso perfil temos que superar de outras formas para alcançarmos os objetivos. Méritos para todos que se esforçam independente de um jeito ou de outro. Cada vez mais buscam superar as dificuldades para alcançar o sucesso. Pagamos um alto preço por isso.

Hoje em dia vemos muitos japas destaques na mídia e no mercado de trabalho. Fico feliz por isso, pois é o resultado de muito trabalho e dedicação. Tenho muito que aprender com eles.

 

O Japa que mora no Brasil e foi passear nos EUA.

Nessas férias de Julho fiz um curso fora do Brasil e tive contato com estudantes de vários países. No grupo de trabalho, dizia que eu era do Brasil, porém como tinha cara de japa, explicava que era filho de japoneses que foram para o lá. Achavam meio estranho, eu até brincava que poderia ter dito que vinha do Japão e eles acreditariam.

Daí nasceu esse termo:

JapZilian = Japanese + Brazilian

Um fato estranho é que no Brasil, nós somos vistos como Japas, porém no Japão, nós de uma certa forma,  somos vistos como estrangeiros ou gaijins. Devido a nossa cultura e comportamento somos diferentes. Engraçado né ?

 

 

Enfim!!! Não importa onde esteja, seja você mesmo !!!

Não importa quem somos. O que faz a diferença é a nossa atitude..!!!

Tenha equilíbrio. Aproveite os momentos felizes e não leve tudo muito a sério !!!

 

Se gostou compartilhe!!! Se conhece um Japa, compartilhe!!!

Abraços,

LYM – Agosto/2017

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *